Dubai cidade dos contrastes. Do glamour x simplicidade.
Da modernidade x tradição. Do conservador x permissivo.
Do amor x interesse.

Friday, December 24, 2010

Sopa e chá com limão

Hoje é véspera de Natal e o único presente que ganhei so far foi um resfriado chato...
Certeza que minha imunidade caiu depois de trabalhar por 11 finais de semana e todos os dias por umas 12 hs...claro que minha alergia a poeira atacou também enquanto procurava um novo apartamento.
Well, tudo indica que minha ceia será de chá com limão e sopa :s
Mas não estou aqui para reclamar.
Finalmente achei o apartamento que eu queria, fica numa área legal, com muito verde em volta - não é o máximo considerando que estamos no deserto?
Estou alugando de um iraniano que por enquanto parece ser bem legal e flexível, Mashallah!!
(termo em árabe para Benza Deus)
Começo a mudança neste final de semana, tenho mil coisas pra fazer, pagar e resolver, mas sinceramente tô com tanta preguiça por causa do resfriado...ai que saudade da minha cama :)

Thursday, December 23, 2010

Natal dubaiano/ punjabi

Este é o primeiro ano em que não tenho uma árvore de natal em casa. Tenho trabalhado muito, inclusive de final de semana, e o único sinal de época festiva à vista é a árvore sem graça que montaram na agência. =o
Não comprei presentes para ninguém, nem panetones muito menos peru.
Passar o natal fora de casa é igual a estar de tpm. Vc fica sensível, chora à toa, só tem vontade de comer chocolate e de fazer compras.
Para os que estão meio down, assistam ao Punjabi Jingle Bell, é engraçadinho...Dubai, lugar com maior número de indianos depois da India, também comemora o Natal.
Amo a diferença das culturas.

Merry Christmas you guys!
Feliz Natal :)








Tuesday, December 21, 2010

Sauditas em seus Audis

Fui convidada à ir para a Arábia Saudita à trabalho. Uma empresa estava para inaugurar a maior tela de outdoor do mundo e por isso, convidaram agências da região para conhecer a área pessoalmente e recomendar para seus clientes.
Estava crente que não conseguiria o visto, sou mulher, brasileira e tenho menos de 30 anos. O pessoal no trabalho disse que não haveria problema nenhum, já que a empresa é de um dos príncipes.
O tempo passou, a viagem não rolou - justamente por eu ser mulher abaixo de 30 anos...nem liguei tanto, juro que não estava doida para ver mais uma prova desse complexo que o povo daqui tem: a maior torre, o maior aquário, o maior shopping, a maior mesquita e agora, porém na Arábia Saudita, a maior tela de outdoor, who cares!!!! A mensagem do cliente vai aparecer maior.... and????
Queria mesmo era conhecer essa cultura diferente, vestir a abaya por 1 dia e ver como o povo de lá vive (com o benefício de voltar para casa, vestir e me portar do jeito que quiser depois).

Assistam ao vídeo, minha chefe achou no youtube não sei como...achei super engraçado! Demorei para postá-lo pq fiquei com receio de falarem alguma coisa no aeroporto de lá...


Tuesday, November 30, 2010

Pra descontrair!!


- Hello, blease bress B.
- Sure, here you go...
- I said B, blease.
- I did press it!
- No, my lady!! I said B!!
- Ya Allah...
E o cara buto da vida, aperta finalmente o P instead do B!!
Zank you!!!

Dubai e seus sotaques...

Sunday, November 28, 2010

A vida é um aprendizado


Recebi por email, achei smart e quis compartilhar...

Eu aprendi que...
  • o modo mais fácil de crescer como pessoa é me rodear de gente mais esperta que eu
  • todo mundo que encontramos merece ser recebido com um sorriso
  • o amor, não o tempo, cura feridas
  • ninguém é perfeito até você se apaixonar
  • a vida é dura, mas eu sou mais
  • oportunidades nunca são perdidas, há sempre alguém que vá aproveitá-las
  • quando você cultiva amargura, a felicidade vai bater em outra porta
  • devemos manter nossas palavras suaves e macias porque amanhã talvez tenhamos que engolí-las
  • todo mundo quer viver no topo da montanha, mas a felicidade e o crescimento acontecem quando você está escalando
  • o melhor é dar conselhos em duas situações: quando se é pedido e quando é uma situação de vida ou morte
  • quanto menos tempo eu gastar no trabalho, mais eu faço
  • a melhor aula do mundo é conduzida por professores mais velhos e experientes
  • quando se está apaixonado todo mundo percebe
  • uma pessoa dizer "Você fez meu dia"simplesmente faz o meu dia
  • ser gentil é mais importante do que estar certo
  • nunca podemos dizer não a um presente que recebemos de uma criança
  • posso sempre rezar por alguém quando eu não tenho o poder de ajudá-lo
  • não importa o quão sério sua vida te pede para ser, todo mundo precisa de um amigo pateta para descontrair
  • às vezes tudo que uma pessoa precisa é uma mão para segurar e um coração para entender
  • simples caminhadas pelo quarteirão com o meu pai na minha infância me fizeram maravilhas quando adulto
  • a vida é como um rolo de papel higiênico. Quanto mais próxima do final, mais rápido ela passa
  • deveríamos ser gratos por Deus não nos dar tudo o que pedimos
  • dinheiro não compra classe
  • são pequenos acontecimentos no nosso dia-a-dia que fazem a nossa vida espetacular
  • debaixo de todo casco grosso sempre existe alguém que quer ser amado e respeitado

Deus não fez tudo isso em um dia. O que me faz pensar que eu posso??




Saturday, November 27, 2010

Mulheres, mulheres e mulheres

Deixe-me falar um pouco da mulher árabe.
Um ser complexo que se divide em três grupos: a que é na dela, a submissa e a prostituta.
É verdade que podemos encontrar essas mulheres em todo o mundo, mas por Dubai ser um emirado consideravelmente pequeno a concentração destas é maior.
A na dela vive sua vida sem causar problemas aos outros. Tem seus objetivos e só pensa em ser feliz. A submissa põe a felicidade do marido e da família acima da sua e se esquece do que ela realmente quer levar da vida. Geralmente troca o poder de opinar por um rico cartão de crédito.
A prostituta possui este nome não pela profissão adotada mas pelo comportamento adquirido.
Não quer saber se seu namorado/marido é comprometido. Busca o desentendimento alheio, e tem prazer em chamar a atenção. É daquelas que faz caras e bocas, ri de qualquer merda que seu homem diz só para mostrar para o tonto que ele é engraçado. Você é a realidade. Ela é a ilusão.
Não faz isso para a sua felicidade. Pq esta não é feliz. Faz isso simplesmente para ser o centro da conversa e para dar algum significado (?) para a vidinha medíocre que tem.
Não se contenta em ser bonita. A competição está cada vez mais acirrada.
A falta de bom senso e de proporção tem lotado clínicas de cirurgia plástica e salões de beleza. A ostentação do belo chega a ser doentio. Para elas o homem só se interessa pelo externo - razão para a busca incessante pelos lábios carnudos e seios enormes.
Claro que as mulheres devem se cuidar e fazer de tudo para que se sintam bem consigo mesmas. Critico àquelas que saem às ruas com a missão de instigar namorados/maridos alheios e que atuam como Femme Fatales pelo simples fato de ter uma vidinha patéticamente vazia.

Wednesday, October 27, 2010

Taurina - Yes I am

Meus pais me criaram para ser forte e independente.
Diria que meu pai não é um pai libanês comum - Me deu todas as ferramentas para que eu fosse uma mulher decidida, responsável e capaz de tomar minhas próprias decisões.
Sempre me disse que deveria estudar e trabalhar muito para que nunca dependesse de marido algum ...vai que o casamento não dá certo?
Olho para um monte de mulher árabe e as vejo tão submissas, quietinhas, prontas para acatar à qualquer ordem que venha do marido. Sabem ser duronas com os outros, mas são cordeiros com os maridos lobos. Será que se eu fosse assim minha vida seria mais fácil?
Uma amiga libanesa me disse: Pessoas como vc e eu sempre sofrerão pq os homens ainda não estão prontos para aceitar uma mulher forte que sabe o que quer.
Talvez devesse trocar minhas opiniões infames por cartões de crédito dele e assim todos nós seríamos felizes! By the way, o que será que os homens preferem? Uma mulher que goste de encrenca ou uma que saiba comprar bolsas de luxo com o cartão dele?
Aff, as vezes penso que estou prestes a esquecer todo o meu discurso feminista simplesmente por estar em Dubai.
Minha TPM tá de matar esse mês! Quero meu pai e minha mãeeeee now!!! Cansei de ser durona (for a split of a second)


Saturday, October 23, 2010

Sinais - Bons sinais!

Ando trabalhado muito...mas o mais engraçado de tudo é que isto não está me incomodando :)
Foi a primeira sexta-feira livre depois de 3 semanas loucas na agência, mas as coisas parecem que começaram a andar nos trilhos.
Nunca duvidei do famoso ditado "quem planta vento colhe tempestade"e agora acredito mais do que nunca. Minha vida deu uma guinada meio doida, e todo o povo estranho que fazia aquela agência andar pra trás acabou indo embora. A energia é outra.
Uma nova diretora foi contratada dos Estados Unidos bem quando eu estava prestes a pedir demissão. Será que devo acreditar em sinais?
Tem mais novidades mas eu conto depois só quando tudo estiver muito bem certo.
Parece que a Dubaiana fica um pouco mais por aqui antes de voltar pra terrinha...


Saturday, October 2, 2010

Encontro das Deusas


Depois de um almoço delicioso no SocialHouse fomos ao Ladure - a loja mais famosa de macarons do mundo.
Mais gostoso ainda que esses docinhos lindos e essa decoração de casinha de boneca foi a companhia das amigas queridas.
A nossa convenção das Deusas arrasou!



Sunday, September 19, 2010

Oásis no deserto

Desde que voltei do Brasil tenho tentado fazer coisas diferentes para evitar a rotina.
Faz muito tempo que escutei falar de um supermercado em Umm Al Quwain que só vende bebida alcoólica.
Calma gente, não pensem que sou alcoólatra, mas se você está acostumado a comprar um vinhozinho no supermercado na esquina de casa, well, tenho que te falar que por aqui é bem diferente.
As pessoas geralmente têm duas soluções para este "problema": Ou compram no Duty Free quando vêm de fora do país ou recorrem ao supermercado de Umm Al Quwaim (um dos 7 emirados).
Resolvemos pegar a estrada. Depois de 1 hora chegamos no resort que abriga o supermercado.
Foi uma surpresa. O lugar estava cheio de gente. Pessoas de todas as nacionalidades, falando todas as línguas. Vimos árabes locais também. É um lugar super democrático. Tem de tudo para todos os gostos e bolsos.

A loja é maior que um Carrefour Express, e tem seções de Vinhos Franceses e Australianos ao invés de carne Brasileira ou Neo-Zelandesa. :)
A variedade é imensa e te deixa até meio confuso na hora de escolher.

Levei umas sacolas coloridas para poder esconder as garrafas no caminho (já que trafegar com álcool no carro em muitos lugares do país é proibido), mas lá eles são espertos e colocam tudo dentro de caixas que por sua vez são escondidas dentro de sacos pretos de lixo.

Estava todo mundo de bom humor, como se soubessem que a noite depois de lá seria de festa.
Foi um sentimento muito estranho, algo que sempre vi proibido tão liberado em outra cidade, à 1 hora de distância. Sabe quando os homens de Platão em "O mito da caverna"saem da escuridão e caminham para a luz depois de tanto tempo que ficam até zonzos e cegos? Foi algo parecido.
Não, não bebi demais para fazer tal comparação.

Thursday, September 16, 2010

E fez-se a luz!

Ela é uma das coisas mais bonitas daqui! Me refiro à fonte do Dubai Mall.
Ganha vida todas as noites a partir das 18:00.
"Time to say goodbye"é a minha performance favorita, acho a sincronia da água e música fascinante. É sensível. Traz lembranças boas. É elegante. Atrai turistas e máquinas fotográficas todos os dias. É um pouco de cultura numa cidade sem muitos teatros e história. Não importa quantas vezes eu vá lá pra assistir, sempre me surpreenderei.

Para quem nunca viu...well, vale a pena!

E para quem conhece...é hora de se emocionar outra vez!


Friday, September 10, 2010

E agora?

Voltei do Brasil há uma semana e como previsto, minha cabeça está uma confusão só.
Estar em casa me fez um bem danado. Acordar de manhã e saber que estava no meu quarto já me trazia mais sossego...engraçado isso.
Mais uma vez disse tchau para minha família e vim pra cá. Chorei, fiquei de mau humor, mas passou...por isso falo que o ser humano se adapta a tudo na vida. Mais uma vez eu re-adaptei.
E por isso surgiu a confusão. Sinto muita falta da minha família e dos meus amigos, do clima, da liberdade de expressão, de casa...mas aí se for pra lá vou sentir falta do namorado que está aqui, da minha independência, e de várias coisas que conquistei por estar em Dubai.
Queria tanto poder recorrer a alguém para me dar as respostas que procuro. Uma cartomante, benzedeira, qualquer coisa, mas primeiro que não tenho coragem, segundo que no final das contas só eu para saber o que realmente quero. E o que eu quero meu Deus?
Esta é by far a decisão mais difícil que tive de tomar, deixei o Brasil uma vez, mas sabia que um dia iria voltar...afinal é a minha casa. Estou há 5 anos em Dubai e já não sinto mais aquela coisa, sabe? Aquela felicidade toda por estar aqui.
Peço a Deus e a todo o universo que abençoe qualquer que seja a minha decisão.

Wednesday, September 1, 2010

Titica na política

Sempre falo que em Dubai não há uma eleição para que a população possa escolher seu governante. O sistema é regido por um Sheikh que será substituído por seu filho e assim vai...

Não tenho nada para reclamar da qualidade do governo. Ainda mais se observar o modo como os Emirados tratam sua população local. Recebem ajuda de custos para o casamento, educação dos filhos, moradia, não pagam impostos, etc...Por que a população haveria de pensar em trocar de governantes se estes levam seu trabalho com seriedade?

Já por aqui, o horário político parece um circo...Tiririca, Agnaldo Timóteo, Maluf procurado pela Interpol de novo candidato, Frank Aguiar cantando jingle pro Romeu Tuma, dentre muitos outros...

O pior é que tenho quase certeza que o Tiririca vencerá para Deputado Federal. E sabe pq? Pq infelizmente brasileiro não leva a sério seu dever de cidadão. Muitos votarão nele por anarquia ou por achá-lo engraçadinho. Temos nas nossas mãos o poder de mudar, coisa que não acontece em qualquer lugar ( eu sou testemunha disso) e mesmo assim jogaremos no lixo esta oportunidade. Depois não adianta reclamar meu povo!

Quais são as propostas do governo Tiririca? Acho que a liberdade por aqui é tão grande que acaba sendo confundida com libertinagem...Somos todos palhaços!

A-C-O-R-D-A Brasil!

Monday, August 30, 2010

Lá vem os noivos!



Calma, não casei! É que acabei de voltar de um jantarzinho com meus amigos do colégio e um deles me falou do casamento marcado pra logo mais...Fiquei super feliz já que a noiva é uma fofa!

Ficamos todos relembrando dos tempos de criança, das novelas da Globo cujos finais faziam com que ficássemos em casa para descobrir quem era o assassino da Próxima Vítima ou quem explodiu o tal do shopping na Torre de Babel.

Mais legal ainda foi lembrar de quando nosso amigo noivo me empurrou da rampa do colégio na 1.a série - isso quando descíamos para a aula de educação física no campão. A enfermeira da escola passou mercúrio até debaixo do meu braço! Não importa quantas vezes você me pediu desculpas (depois de grande - pq quando pequeno você era um pestinha), eu vou sempre contar essa história pra todo mundo :P

Muito amor e sucesso para os noivos!

Tuesday, August 24, 2010

Joaninhas no seu jardim

Sob o céu da Toscana é para mim um filme inspirador.

Daqueles que levanta sua moral, seu astral, te dá coragem pra começar de novo, quantas vezes forem preciso...

Mostra aquela mulher corajosa que todas nós tentamos ser. Francesca é bonita e bem sucedida, mas fica arrasada ao passar por um problema no seu casamento. Vai de férias para a Itália e lá encontra a si mesma. Dá valor às coisas simples da vida, coisas que nunca teve tempo para pensar com a rotina corrida que tinha em NY.

Dar um tempo, mudar de ares, buscar forças em pessoas ou lugares desconhecidos não faz mal a ninguém.

Admiro as pessoas que chegam aos 30 ou 35 anos de idade por exemplo, e fazem um balanço do que as faz bem. Gente que troca o trabalho estressante de um escritório para virar guia turístico, ou terapeuta zen...pessoas que não ligam para o julgamento alheio, mas para a voz do seu coração.

Saber filtrar e dizer chega é ser maduro, quer algo melhor do que encerrar um ciclo que já não te fazia bem para começar algo completamente novo?

"Não corra atrás das borboletas. Cuide do seu jardim e elas virão até você".

Neste caso joaninhas :)

Esse filme é top 5 pra mim! Amo muito!

Monday, August 23, 2010

As peripécias do meu irmão

Meu irmão de 11 anos muito espivetado adora dividir comigo os vídeos engraçados do Youtube.

Esse aqui com certeza já foi visto por muita gente aqui no Brasil (acho que passaram no Pânico), mas queria dividi-lo também com o pessoal que está fora do país.

Olha só o que as crianças de hoje em dia gostam de assistir. Ai ai esse mundo está perdido!

Dunga em um dia de fúria.

Hilário!

Criação do Pablo Peixoto

Friday, August 20, 2010

Sampa

Vir pra casa de férias não é como ir a um lugar novo, né?!

Se fosse este o caso, compraria um mapa e saíria por aí explorando a cidade, procurando dicas do que fazer, passaria o menor tempo possível no hotel, mesmo que estivesse 10 graus lá fora.

Por ser brasileira brasileiraça, ando aproveitando a estada à minha maneira. Não que já conheça tudo por aqui, acho que ninguém conhece toda São Paulo com sua infinidade de opções. Mas por vir pra cá 1 vez ao ano, ando querendo aproveitar as pessoas mais do que lugares...

Algumas constatações:

Os amigos dos tempos de mamadeira estão casados e têm suas vidas para tocar. Não rola barzinho toda noite. Mas sim um restaurante mais aconchegante ou um vinhozinho na casa de alguém para colocar todo o papo em dia. Nossa, como é fácil pegar o telefone e ligar para a melhor amiga pra pedir conselho aqui!!

Vir de férias pede ida aos istas como diz Amandinha - Tenho ido ao dentista, a dermatologista, e devia logo ir a uma nutricionista, já que os kilinhos extras em 10 dias de Brasil já estão aparecendo! Se falar que não ligo vou estar mentindo, mas estou curtindo ao máximo o pastel, a queijadinha, o arroz e feijão, mas acima de tudo, a minha amada polenta...quando voltar pra Dubai faço minha greve de fome e perco tudo outra vez (brincadeira!)

O dia é de sol, e o friozinho está mais ameno. Daqui a pouco pego meus irmãos da escola. Aluguei outro dia o filme do Chico Xavier para assistir com a minha mãe. Devo assistir hoje. A minha estada para quem vê de fora é bem uma rotina de um morador de São Paulo, não é?

Eu por não morar mais aqui aproveito bastante este dia-a -dia...e vivo como se fosse uma turista but resident wanna be...ha ha ha

Wednesday, August 18, 2010

Única constante da vida: mudança

Acho que nunca escrevi aqui sobre a minha ida para Dubai.
Me foquei tanto na minha vida e nas experiências que a cidade me proporciona que meio que esqueci de dizer sobre o turbilhão de sentimentos, da confusão e da emoção que senti quando estava prestes a partir para o Oriente Médio.
Era o meio de 2005 quando o meu pai nos disse sobre a proposta de emprego que recebera para trabalhar em Dubai. Para falar a verdade nunca tinha ouvido muito falar da cidade mas a empolgação estava a mil, já que queria morar fora por um tempo e investir na minha carreira internacional.
Estava no último ano da facul de publicidade e propaganda, estava estagiando como mídia em uma agência, tinha muitos amigos - inclusive aqueles que conheço desde os 6 anos de idade.
Falar tchau foi difícil...sempre escutei dizer que é sempre pior para quem fica, mas hj posso dizer que não concordo com esta teoria. Claro que o mistério do novo e a empolgação com o desconhecido fazem com que saiamos da rotina chata de todos os dias. Conhecer pessoas novas e uma cultura diferente somam à vida de qualquer um, mas dar a cara à tapa não é fácil não. Quantos de nós não prefere ficar em nossas zonas de conforto a ter que mudar de país, emprego, fazer amigos, tirar carteira de motorista...?
Achei que fosse ficar 3 anos fora, estou prestes a completar 5...sou muito grata pela experiência, pelas pessoas que me fizeram bem e mal, pelo emprego louco que tenho, pelas amigas maravilhosas que fiz em Dubai, pela maturidade que adquiri.
Sinto que o oásis do deserto esteja ficando para trás...como disse antes em algum outro post, o mundo é tão grande e me sinto sufocada nesse pedacinho de terra...
...minha essência pede mudança

Sunday, August 15, 2010

Amor em movimento

Dubaiana tem passado muito tempo em casa por causa do friozinho de SP. Quero deixar bem claro que não estou reclamando, já que uma das minhas maiores diversões em Dubai era falar mal do calor infernal!

Ooo frio de 10 graus delicioso, viu?! Estou purificando a pele, meus ares, minhas relações, tudo...

Enfim, por estar muito frio ando mais em casa curtindo o sossego e por isso, tenho visto bastante TV. Para muitos de vcs esse comercial pode não ser mais novidade, mas achei simplesmente fantástico. (Este não é exatamente o que está passando na TV agora, mas foi a peça que foi introduzida depois do teaser . Eles têm a mesma mensagem , mas por algum motivo o novo ainda não está disponível no youtube)

Viva o amor real, de carne e osso, de todos os dias...

Fora que nunca veríamos uma peça desta em Dubai!

Ame em movimento!

Thursday, August 12, 2010

Sabedoria dos ares

Tempo de f'érias! Cheguei ao Brasil ontem a noite com o objetivo de relaxar e descansar bastante. Estava sonhando em pegar o avião um pouco mais vazio pra me esticar um pouco e dormir durante algumas das 14 horas de vôo, mas não rolou...ao invés de vazio, o avião estava cheio de indianos e principalmente chineses.

Antes mesmo de me sentar, quando guardava a mala, senti um cheiro horrível de suor, e comecei a espirrar meu perfume em tudo e todos à minha volta. Os brasileiros me olharam e concordaram que a situação estava insuportável, ainda mais sabendo que o avião não tinha nem decolado. Imaginou o cheiro depois de umas 10 horas? O moço de Limeira que sentava na mesma fileira que eu só disse: pior é o bafo!!!

Achei que ele se referia ao bafo do chinês que sentava entre a gente, mas não...ele falava em geral.

Disse que chinês tem o baphooo ruim!

E agradeceu à inflação que fez o preço do alho subir em 370% fazendo com que o povo chinês colocasse menos alho na comida.

Voar Emirates rumo à São Paulo também é cultura!

Saturday, August 7, 2010

Barrada no shopping!

Extra! Extra!
Turista inglesa discute com mulheres locais no maior shopping do mundo - O Dubai Mall.
As locais que distribuíam folhetos sobre como se vestir apropriadamente em público em Dubai pararam a moça e reclamaram da roupa decotada e do short muito curto.
A reação da turista?
Tirou a roupa e andou de bikini pelo shopping!! Eita mulher corajosa!
A mulherada toda foi levada para a administração do shopping que nega ter dado multa para a turista ousada.

Longe de mim concordar com moralismo, ando tão de saco cheio dessas histórias que até acredito que foi um tapa na cara deles e dessa vontade louca de controlar tudo, mas neste caso acho que devemos respeitar a cultura local. Em todo shopping que vamos, vemos placas pedindo para que pessoas usem roupas apropriadas. Se o país aqui é mais conservador acho que temos que usar um lenço ou jaqueta sobre o top muito decotado ou evitar roupas muito curtas. Eu mesma vi uma vez um homem local parar uma moça russa na escada rolante e reclamar do tamanho do short dela. Eu me senti envergonhada, já que ela estava com metade da bunda de fora.
Uma vez na Forever 21 eu e minha irmã procurávamos por um espelho no meio da loja e aí a vendedora nos disse que todos os espelhos tinham sido retirados porque turistas russas simplesmente se despiam na frente de todo mundo. Imaginem a cena?
Não podemos vir para o país deles e andar na rua como se estívessemos no calçadão do Rio.

Tem certas coisas que não podemos fazer na terra dos outros - moralismo ou não, temos que respeitar.

Friday, August 6, 2010

Não se reprima!!

Outro dia escrevi aqui sobre o meu inconformismo com a campanha do creme clareador "Fair & Lovely". Não aceito e nem nunca vou aceitar que pessoas queiram clarear a pele pra poder casar e arranjar emprego.
Hoje quero dividir o comercial do Dove para a campanha "Real Beauty" que ironicamente é da mesma empresa do creme citado acima.
Adoro o comercial, a mensagem e a música.
Acho que tínhamos que investir mais na auto-estima de crianças para que se tornem homens e mulheres felizes e em paz com si mesmos. Já dizia Freud que os problemas enfrentados pelos adultos são extremamente ligados a traumas/ problemas de infância.


Wednesday, August 4, 2010

Blackberry vira Ninja!


O caso da censura do Blackberry é um dos temas mais comuns na mídia local hoje em dia.
Recebi a brincadeira abaixo de um colega da agência, via email. Aceito trabalhos de tradução =D

Achei muito criativo, actually hilário!

"Novas leis na Arábia Saudita e nos Emirados Árabes vão exigir que todo usuário do aparelho Blackberry vista o seu telefone com uma mini burqa e um véu de rosto.
'A burqa para o Blackberry irá garantir que pessoas cotinuem usando seus aparelhos' disse um oficial do Governo Saudita, 'mas o pequeno niqab que cobre a tela vai impedir que usuários leiam emails e acessem a Internet.'
Lançaram a burqa para esconder o Blackberry da atenção alheia desnecessária. Com o véu só uma pequena parte aparecerá, revelando somente a hora e o dia, portanto preservando sua figura modesta.
'Isto não é sobre censura ou opressão', disse um oficial das telecomunicações dos Emirados Árabes, 'isto é sobre preservar a pureza essencial do Blackberry e o protegendo de ser corrompido'.
Alguns empresários acreditam que vestir seu telefone com a burqa pode ser libertador. 'É o máximo, disse um, 'com o véu, estou livre para andar por aí com o meu Blackberry em público sem o medo de ter pessoas encarando invejosamente o meu aparelho multi-mídia. Além de esconder a minha vergonha por não ter um iPhone.'
Alguns grupos religiosos deram às boas vindas à nova prática. 'Se Deus tivesse nos feito para acessar livremente a Internet, Ele teria incluído web browsers em nossas cabeças', disse um religioso local.
A vestimenta pode chegar em outros países caso faça sucesso. Embora especialistas acreditem que o telefone usando burqa pode resultar em sinal ruim, especialmente na França e na Bélgica.
O governo Saudita garantiu punição severa para pessoas que se recusarem à vestir o telefone com a burqa.
'Não direi exatamente o que faremos', disse o Ministro da Justiça, 'mas basta dizer que não é tão fácil mandar mensagens com seus dedos dos pés'.

Hahahahaha

Tuesday, August 3, 2010

Romário em Dubai

Olha a homenagem que o baixinho recebeu por aqui.

Romário - Loja de esportes em Satwa - Mumbai de Dubai

Interessante, "feel the deferance"! =D


Sunday, August 1, 2010

Censurado - ODEIO

Nunca pensei que vivesse em um país democrático. Sei que sites como Orkut e Flickr são bloqueados, manifestações públicas de afeto são estritamente proibidas e punidas, não existem eleições e por assim vai.
A mais nova proibição atinge os usuários dos telefones Blackberry.
Hoje recebemos um sms da Etisalat dizendo que suspenderão os serviços dos aparelhos Blackberry a partir do dia 11 de Outubro. Todos estão dizendo que a razão é por não terem controle do que se é dito no BBM (o chat do BB). Pessoas podem criar boatos e trocar mensagens perigosas que coloquem a sociedade em risco.
Estou torcendo para que isto seja logo resolvido já que eu e a maioria das pessoas que conheço comprou o aparelho para poder trocar mensagens a vontade sem pagar taxas extras. Opa, pagar AED 185 por mês de assinatura só para os serviços de internet do telefone já é uma taxa alta.

Yalla, big brother, poda aqui, poda lá, e daqui a pouco ninguém respira mais...eita falsa liberdade!!

Saturday, July 31, 2010

Okay? Okay!!

Meu carro simplesmente não ligou quando estávamos indo embora da casa das meninas ontem a noite.
Ainda bem que minha irmã estava comigo, e pude voltar com ela.
Desde ontem fiquei pensando na dor de cabeça que isso me daria, já que 1) sou mimada e meu pai sempre fez tudo por mim com relação ao carro e 2) simplesmente não conheço nenhum mecânico ou loja de auto peças em Dubai

Nadu estava trabalhando e entao pedi para minha amiga libanesa me levar até uma loja que escutei falar em Satwa. Para quem não sabe, Satwa é a própria Mumbai dentro de Dubai, com lojas de tudo quanto é tipo uma do lado da outra, pessoas sem noção atravessando na frente do carro, gente cuspindo no chão...digamos que bem diferente da Suíça.

Minha querida amiga não estava vestida nada à caráter. Me resolve vestir um short minúsculo bem hj, e por força do destino e falta de vagas teve que estacionar o carro bem na porta da mesquita.
Enfim, ando sozinha para a loja que não tinha ar condicionado (Imaginou andar em Mumbai com uma garota semi-nua?) O moço indiano me pareceu muito simpático e disse que mandaria seu colega comigo para que trocasse a bateria, mas que eu teria que trazê-lo de volta depois que o serviço fosse feito.
Finalmente chegamos no meu carro, e o cara de Bangladesh que não fala nada de inglês consertou a bateria. Eu mesmo sem entender nada, fiquei lá o tempo todo ao lado dele e ele falava, falava e falava em hindi achando que eu estava entendendo alguma coisa. Eu só perguntava: is it ok?
E ele: Bla Bla Bla Du Ru Ru ok!
Eu: Listen!!! ok?
Ele: Okay!! Com um sorriso no rosto
Vim embora com ele no carro. Ele tenta puxar conversa: Muslim?
Eu: Hmm yes
Ele: Graças a Deus
Ele: London/ Ameeerica?
Eu: Brasil
Ele: Brasiiil??? Runaldo? Footballl!!!!
E nós dois começamos a rir
Já quase chegando ele tenta conversar outra vez:
Marido?
Eu: Hmm yes!
E aí ele começa a gesticular, tipo Bebeto quando fez o gol na Copa de 94...
Eu: Filhos? Não
Ele: Algum problema? (Isso ele perguntou em árabe)
Eu: Não. Inshallah em breve
Ele: Inshallah!!!!!!

Gostaria de ter entendido o que ele falava pra mostrá-lo que alguém se interessa pelo que ele diz e pq me senti uma tapada na hora de pagar por algo que talvez eu nem precisasse.
Senti um pouco de falta do meu marido imaginário.





Entre amigas muito queridas

Acabamos de voltar da casa das meninas, nos divertimos muito! A conversa rolou à solta das 5 da tarde até a 1 da manhã. De onde achamos tanto assunto? Bom, 5 mulheres lindas e super bem informadas têm sempre muito o que dizer! :p

A Karina (Libanesa) nos mostrou um vídeo hilário do Super Homem, vale a pena conferir!

Obrigada pela noite Camila, Amanda, Nadu e Karina. A nossa festinha quase Augustina foi mais que perfeita!

Friday, July 30, 2010

Clara e adorável uma pinóia

A maior parte da população dos Emirados é composta por indianos e paquistaneses ( e não emiratis). Trabalham em sua maioria no ramo da construção civil, vivendo sob condições desumanas.
Outro dia estava passando na TV daqui um documentário sobre a fixação desse povo (inclusive árabes do Golfo) com a cor de sua pele. Se no Brasil o bonito é ser bronzeado, por aqui o negócio é ser branco, cara pálida.

Inúmeros processos estão em andamento na Índia em que pessoas e organizações pró- direitos humanos acusam empresas de promoção do racismo. Onde já se viu colocar na mídia que o obstáculo da sua carreira está na sua pele? Estamos voltando ao tempo da segregação racial?

No documentário, a apresentadora que mora na Inglaterra mas vem de origem indiana sai em busca desses produtos "milagrosos" e conversa com a editora de moda de uma revista indiana que publica somente fotos de mulheres brancas. A editora diz que publica o que a sociedade busca ler. É um ciclo vicioso doentio, já que não se sabe ao certo de onde isso vem, se da mídia ou da sociedade em si. Talvez da obsessão pela cor branca de seus colonizadores, os ingleses?
Eu me pergunto o que se passa na cabeça de uma adolescente indiana...Imaginem o cotidiano dela. O bombardeio que sofre da mídia, a pressão da sociedade que é passada de geração em geração. Para eles, o primeiro motivo para uma menina não se casar é a cor da pele dela. Mulheres de pele escura não têm o direito de ser feliz? Não são atraentes o suficiente?
Sabia que homens também sofrem com isso e buscam as mesmas alternativas? O que me deixa mais perdida ainda! Homens e mulheres usam e abusam de centenas de cremes existentes no mercado, se sujeitam a desenvolver possíveis doenças de pele, contribuem para o sucesso dessa indústria nojenta e não param por 1 segundo para olhar ao seu redor e ver que "puxa, eu posso ser feliz com alguém de pele escura como eu".
Acho que aí vem a questão de não gostar de si próprio em primeiro lugar. Quando vc não se aceita, não há a menor chance de se aceitar alguém que é igual a vc.

Assistam ao comercial do creme clareador "Fair & Lovely"( Clara e adorável) no canal Zee TV - canal indiano com cobertura nos países árabes, sub-continente Asiático e até alguns países europeus.



Saturday, July 24, 2010

Tipicamente dubaiano

No mundo todo o ursinho é o bichinho de pelúcia mais conhecido, certo?
Aqui no Golfo, o camelo é a pedida da vez.
Não são muito fofos?
Eu particularmente tenho 2 em casa: a Lisa (rosinha da mesma família desses da foto) e o Omri que significa minha vida em árabe (o laranjinha)









Friday, July 23, 2010

Falando de domingos na casa da minha vó

O calor está insuportável lá fora, perto dos 50 graus, por isso pareço estar inspirada pra escrever o dia todo.
Hmm sei que comecei o dia falando de Sabah, depois mudei de assunto pra Dior, transformei o bege do blog into something a bit more glamourous...Idéias estão a todo vapor hoje...
Agora procurando filmes da Sabah me deparei com um dos maiores nomes da música árabe: Farid Al Atrash.
Ele nasceu na Síria, filho de pai sírio e mãe libanesa. Ainda criança emigrou para o Egito com sua mãe e irmãos para fugir da ocupação francesa. Cantou muitas vezes e até propôs casamento para a cantora Shadia (uma das razões para meu pai ter escolhido o meu nome - segundo ele) Farid morreu em Beirute, aos 59 anos. Foi e é até hoje considerado um dos 4 maiores cantores árabes.
Adoro a música. O dabke (dança tradicional do começo do videoclipe) e a dança do ventre são pra mim o ápice do filme. A comida parece deliciosa...Enjoy pessoal!


Christian Dior na Arábia Saudita


Outro dia fui comprar um rímel da Christian Dior, o Diorshow, com uma amiga libanesa e ela me disse que na Arábia Saudita a marca é estritamente conhecida como Dior e que não se pode mencionar Christian - o que em inglês significa cristão. (Todos sabem do conservadorismo islâmico no cotidiano dos Sauditas)
Não sei se é verdade, embora não duvide das caretices da Arábia Saudita.

Minhas raízes libanesas

Sabah é uma cantora libanesa com talvez mais de 80, 90 anos...é uma personagem highlander do mundo árabe...ninguém sabe ao certo sua idade, o que se sabe é que a cada ano que passa ela surge mais plastificada em seus videoclipes. Lembro dos filmes em preto e branco que assistia nos domingos de tarde na casa da minha avó materna. Ela era linda, jovem e tão natural. Aceitar a velhice deve ser difícil.
Há pouco tempo atrás inventaram um boato pelo Blackberry Messenger que Sabah havia falecido. A mensagem rodou a região toda e o empresário dela teve que ir à TV para desmentir os rumores. Nossa velha Sabah sobreviveu à maldade da tecnologia!
Adoro esta música, embora não entenda muito o que ela diz! Ela me lembra de quando vim pra Dubai com a minha família. Me faz lembrar da Nadya cantando e dançando com a Samya, que tinha menos de 10 anos :D
Vou ver se encontro um dos filmes antigos da Sabah pra postar aqui!


Monday, July 19, 2010

Day and night - Pixar

Outro dia fui ao cinema assistir Toy Story 3 em versão 3D com alguns amigos no Ibn Batuta Mall e no trailer vimos o curta chamado "Day & Night".

Achei fantástico, super poético, emocionante...
Sentimentos que se completam, e que nos mostram que coisas simples da vida fazem toda a diferença!


Monday, July 12, 2010

Celebre a vida!

Vídeo da campanha encomendada pelo Ministério do Turismo à Embratur, produzido pelo cineasta Fernando Meirelles, para ampliar e atualizar as informações que o mundo tem do Brasil.

Eu amei e já dividi com o povo daqui!
Não vejo a hora de celebrar minhas férias em Sampa! :p

Thursday, July 8, 2010

Minha vingança foi maligna

Alemanha X Espanha...
Só Deus sabe o quanto torci para que a Alemanha perdesse...
Motivo? Só para poder rir do meu chefe que me encheu o saco quando o Brasil perdeu.
O tal do libanês que se acha alemão.
Hahahahhaa
Vou canalizar minha energia pra algo mais produtivo.

Saturday, July 3, 2010

Copa em Dubai

Sábado, dia de mau humor depois da derrota de ontem...
O Brasil jogou maravilhosamente bem no 1.o tempo e podia facilmente ter fechado o placar nos 45 minutos. Mas aí o intervalo veio, e os holandeses que devem ter tomado uma bronca daquelas resolveram levar o jogo a sério...o resultado foi feio. Nós saímos e eles, time forte mas sem tradição em copas ficaram.
Perder é terrível. Mas perder fora do Brasil é pior ainda.
Aí somos 200 milhões de brasileiros, unidos por algo enorme: nossa paixão pelo futebol. Nós não escolhemos torcer pro Brasil. Isso está no nosso DNA, no sangue, é algo indescritível, e que acontece sem ser questionado. Torcemos e apoiamos incondicionalmente. Ponto final.
Aqui somos uns gatos pingados distribuídos em dezenas de restaurantes, bares e cafés. Sofremos muito. Ontem mesmo quando fizemos o gol, a maioria do bar pulou, gritou...o lugar foi à loucura, senti uma emoção, um orgulho tão grande: "este é meu time!"
Quando a Holanda fez o primeiro gol, uns caras do meu lado que nem eram holandeses, gritaram com a voz do demônio e me falaram: "sorry sweety, but we'll get there soon!"
Eu juro que quase abri minha garrafa de água na cara deles.
Os palhaços não tem a menor noção do que é torcer. São em sua maioria de países que nunca foram classificados para Copa...Líbano, Índia, Síria...e portanto deveriam calar a boca e respeitar a dor dos outros.
Na hora que andávamos pela rua, um brasileiro que estava todo à caráter, estava sentado na calçada chorando. Um árabe do fim do mundo, passou por ele e ficou encarando. O brasileiro perguntou aos prantos: "what the fuck are you looking at?" e não é que o árabe parou para tirar satisfação?! Aí meus amigos e eu pedimos para que fossem embora e esquecessem da briga...
Jogamos mal na Copa, admito, mas não aceito que nenhum invejoso fale mal do nosso futebol e tire onde da gente. Aceito que nascidos na Argentina, na Alemanha ou Espanha o façam. Não aceito graça de um libanês medíocre que nunca foi para a Alemanha e que me fala "nós vamos ganhar"...Nós quem amigo? O Líbano está na Copa?

Amanhã será tenso na agência...já estou preparando as respostas para essas tiradinhas sem graça...e o medíocre citado acima é meu chefe.




Friday, July 2, 2010

Ai que saudade da minha infância!

Dubaiana vive um momento nostálgico feliz.

Tudo começou quando fui à Virgin Megastore agora a noitinha para ver quais eram as novidades. Antes de comprar mais um livro para minha coleção, me deparei com a parte de desenhos da Disney. E adivinhem?! Dei de cara com a edição especial de 50 anos da Bela Adormecida!!
Esse filme é o primeiro das princesas que lembro ter asistido.
Afinal foi ele que deu início à minha alienação. À minha busca incessante pelo príncipe encantado. À minha crença em fadas madrinhas e finais felizes.
Claro que comprei o DVD. Adoro os desenhos de princesas. Não só para poder ver com os olhos de alguém que cresceu e sobreviveu a estorinhas de reinos encantados mas para recordar e reviver momentos mágicos.
Acredito que os desenhos da minha época eram tão especiais! Eram cheios de sentimentos, ensinavam valores essenciais. Acho que o pessoal da minha idade teve muita sorte de poder ter assistido a última geração de desenhos decentes.
Quem se lembra de Cavalo de fogo? O meu querido pônei? Smurfs? Ursinhos Gummy? Nossa Turma? Caverna do dragão? Punky? Capitão Planeta??
Quais são os desenhos patéticos que meus irmãozinhos tiveram a chance de assistir?
A vaca e o frango...?

"No meu sonho eu já vivi
Um lindo conto infantil
Tudo era magia
Era um mundo fora do meu
E ao chegar desse sono, acordei...
Foi quando correndo eu vi
Um cavalo de fogo ali...
Que tocou meu coração!
Quando me disse então
Que um dia rainha eu seria
Se com a maldade pudesse acabar,
No mundo dos sonhos pudesse chegar..."




Monday, June 28, 2010

Yes people!

Segunda-feira, estou em casa, gripada, de TPM a mil, hiper estressada com as 2 apresentações pro começo da semana que vem.
Tenho certeza absoluta que minha imunidade caiu horrores por causa das horas gastas na agência semana passada. Indo trabalhar das 9 am até meia noite faz qualquer um ficar doente, certo?
Comecei a odiar o meu trabalho...sempre quis ser publicitária, estudei para isso, tive muitos planos...Mas acho que ser mídia no Oriente Médio com uma diretoria ultra exploradora faz de mim uma sobrevivente.
Vivo tendo férias renegadas, se saio as 6 por milagre divino me perguntam pq estou saindo cedo, trabalho em muitos finais de semana, acordo falando "Maggi, Maggi, Maggi..."
Nunca esperei ganhar por hora extra, sei que nesta área isto não existe, mas "I wish"que as coisas pudessem ser um pouco mais positivas.
Sei que um tapinha no ombro e um "Thanks" não vão comprar o meu pão de todo dia, mas acho que estamos na era do "people matter", da valorização do profissional, do incentivo.
Quem nunca ouviu falar que empregado feliz produz mais?
Acordo todo dia pensando: "Não vejo a hora de dar 6 da tarde"(o pior é que nunca saio às 6, é só pra ter um objetivo na cabeça mesmo)
Que tal as empresas que aparecem na Exame e na Você SA como as melhores empresas para se trabalhar? Empresas que mantém seus funcionários felizes, que promovem passeios para que estes se aproximem de seus colegas e familiares, empresas que promovem cursos sobre postura no escritório, que incentivam a sonequinha depois do almoço, etc...

Penso em mudança. Preciso dela.

Mas por onde começar?

Sunday, June 27, 2010

A lenda do sangue

Já que um dos objetivos deste blog é escrever sobre culturas diferentes, hoje vou falar sobre dois costumes nunca antes vistos por nós brasileiros, graças a Deus!

Uma colega se aproximou de mim outro dia e com tom misterioso disse:
-"Queria te perguntar uma coisa!"
-"Claro, pode falar" - Respodi
-"Quando vc está naqueles dias, vc toma banho no 1.o dia?"
Eu fiquei sem reação, não respondi, só disse: "Sorry...I don't think I've heard you properly"
-" Ok, quando vc está naqueles dias...ouvi dizer que não se pode tomar banho nos primeiros 3 dias...vc toma?"
- "Agora são 3???" Perguntei e acrescentei: "CLARO, por que não tomaria?"
- "Minha mãe diz que não faz bem pra pele, que quando menstruamos nosso corpo todo muda, e que nosso cabelo e pele ficam tão sensíveis que até a água faz mal.
Vc nunca ouviu falar disso?"
- "Olha, nunca ouvi falar disso no meu país, na verdade tomamos mais banhos do que nos outros dias, por questão de conforto e higiene."
- "Ah foi o que pensei, eu também, nunca dei ouvidos pra minha mãe!!"

Esta parece ser uma tradição muito antiga na Síria.

Tomando café outro dia com a Nadya, Karina e uma amiga dela filipina, resolvi contar sobre a experiência acima e aí fiquei sabendo de mais uma outra lenda:

Nas Filipinas, a menina que fica menstruada pela 1.a vez tem que colocar o próprio sangue no rosto para que sua pele fique sempre saudável.

Ecaaaaa!

Vale ressaltar que estas são tradições muito antigas e que felizmente vêm se perdendo com o passar dos anos.

Para o bem do povo e felicidade geral das pessoas ao redor, tome banho!!!!

Salve o meu Herbal Essences com extrato de orquídea e coco!!


Thursday, June 24, 2010

El Sueño de Maradona


Putz...depois desse comercial me deu uma vontade de tomar guaraná Antarctica e aí quando abri a geladeira vi que não tinha mais...A minha querida filipina jogou fora as 3 latinhas restantes pq achou que estavam vencidas. Por que cargas d'água não vendem isso aqui?
Ninguém merece o meu current state of mind.

Futebol e culturas

Futebol é o esporte mais democrático que existe, certo?!
Cada um torce para quem quiser e do jeito que quiser.

Os nativos dos países do Golfo geralmente vestem a kandura, que seria o "vestido"branco tradicional deles. Em clima de copa, o tal do vestido ficou um pouquinho diferente.

Gostei do nosso amigo "brasileiro":p



Special Thanks pra minha amiga Anna Camilla que gentilmente me passou essas fotos sensacionais!




Sunday, June 20, 2010

Só rezando

Estávamos num status meeting: a chefe marroquina, a colega síria e eu.
O clima estava meio tenso, a chefe estava irritada porque a síria está atrasada com os prazos e cobrava o dia, hora e minuto para a entrega do projeto.
-"Então me fala, quando é que posso ter esse documento?"
- "No final da semana"
- "É claro que não, vc tem até terça feira às 2 da tarde, estamos claras?"
- "Se Deus quiser...(pausa), Se Deus todo generoso quiser...(pausa)...Se Deus todo misericordioso quiser..."
Eu quase morri de rir. No Brasil isso não acontece, vc nunca vai falar pro seu chefe que seu desempenho depende da vontade de Deus. A síria estava debochando, eu sei, mas adorei a coragem e o senso de humor.
Peguei minha caneca e tomei o máximo de chá que pude só para evitar a gargalhada.


Nancy Ajram Ft. K'naan - Waving Flag FIFA World Cup 2010

Este é o vídeoclip da parceria entre a cantora libanesa Nancy Ajram e o cantor somali K'naan para o Copa de 2010.
Adoro a Nancy, sei que não entendo a maior parte das letras de suas músicas, mas a acho suave, meiga e nada vulgar -o que é o máximo já que para mim todas as cantoras árabes modernas não passam de Barbies wannabe que tem que usar roupas ultra sexy (?) para chamar a atenção de um público geralmente frustrado com limitações impostas pela sociedade.

O vídeo tem legenda...
Adoro a diversidade da Copa, a mistura de cores, a energia, o humor, o espírito esportivo, o patriotismo!

Friday, June 18, 2010

Vida meia-boca

Recebi esse texto há um tempão por email e queria dividir... diz mais ou menos o que escrevi no "O que te faz feliz?"

Toda a existência envolve sofrimento. Todo sofrimento é causado pelos nossos desejos e apetites".

Estamos vivendo tempos onde a gente está insatisfeito, mas não sabe com o que anda insatisfeito, e assim, procuramos encontrar paz e felicidade nos outros, nas coisas, nos bens materiais, nas novenas e peregrinações religiosas, nos amores que se sucedem, nos amigos que cobramos cada vez mais a presença, e não encontramos satisfação.

Se pudéssemos resumir tudo em um único objeto, diria que todos nós estamos precisando de "muletas". Estamos vivendo os tempos das muletas, e cada pessoa que vive apertado pela sociedade, anda vivendo uma vida "meia boca", trabalhando para pagar contas que não param de chegar.

Não tá fácil não, estamos nos submetendo aos comerciais da Tevê e quando vamos ver, estamos cheios de tranqueiras embaixo da cama, em cima do guarda roupa, nos fundos dos armários, coisas que compramos e nem sabemos usar, aparelhos que não servem para nada, CD´s que só tem uma música interessante e que já esquecemos de ouvir, DVD´s que assistimos pela metade, revistas que chegam e mal temos tempo de ler, jornais que amarelam na nossa porta dentro dos saquinhos, comidas que estragam na geladeira...ufa!, viver em tempos modernos não é fácil.

Mas, e você?

Quem é você hoje?

O que te faz feliz?

Você se faz feliz?

Você se basta?

Qual é a sua muleta?

Um cigarro, uma dose de whisky, um homem, uma mulher?

Qual é a razão da sua dor, da sua infelicidade?

Você já experimentou ficar a sós com você?

Experimente! Desligue-se do mundo, dos cartões, dos mercados e lojas em promoção, experimente andar descalço, experimente trocar o uniforme de sempre, e principalmente; experimente sorrir sem medo de ser feliz.

Podem te roubar tudo, o nome limpo, a paz interior, o companheiro ou companheira, o emprego, a vaga na escola e até aquele parente querido, mas ninguém pode roubar a sua capacidade de mudar tudo ainda hoje, bastando apenas uma decisão, e essa decisão só depende de você:

eu quero e vou ser feliz!

Pronto, a mudança começa agora, a mágica aparece nesse instante, nesse exato momento em que você acorda e se dá conta de como você é importante e pode fazer muito mais do que lamentar-se.

Desperte, sorria e viva o novo e único dia em que tudo pode mudar: hoje.

(Paulo Roberto Gaefke)

Calor infernal!!

Acabei de acordar de uma noite muito mal dormida: o ar condicionado resolveu parar de funcionar e o calor estava insuportável.
Antes de vir para Dubai achava que o calor estava diretamente relacionado ao sol. Lembro que quando fiquei sabendo que viríamos mesmo pra cá corri pro Orkut e procurei por brasileiros que pudessem me dar qualquer tipo de informação sobre a cidade. Encontrei a comunidade "Brasileiros em Dubai" que tinha a querida Luciana como administradora. Lá fiz amigos, e antes mesmo de vir para cá, já estava mais ou menos por dentro do que acontecia por essas bandas.
O que o Thiago sempre me falou e eu custei pra acreditar era que o calor não cedia muito a noite.
O calor de 50 graus é só de dia, mas o bafo quente ainda continua de noite, não permitindo que façamos muitas atividades ao ar livre.
Pois é...sem ar condicionado não consegui dormir...O que me faz pensar: Como é que os beduínos que moravam aqui há uns 40 anos ou mais faziam sem a tal invenção do século?
Eles andavam de camelos, moravam em tendas, comiam arroz com a mão, viviam em tribos.
Hoje os beduínos de antigamente dirigem BMW's e Mercedes, moram em casas luxuosas, viajam o mundo, tem alto poder de compras.
Acho que podiam usar mais do dinheiro do petróleo (no caso de Abu Dhabi) e do turismo e serviços (Dubai) para plantar árvores e quem sabe melhorar o meio ambiente, para que pobres cidadãos como eu, possam ter uma boa noite de sono.

Wednesday, June 16, 2010

Lerê lerê

O mundo é enorme e cheio de possibilidades.
O que acho muito esquisito é que a maioria das pessoas escolhe se fechar num ciclo pequeno de amigos, empresa, família e acaba não vendo nada ao seu redor.
Digo que são escolhas porque atraímos o que escolhemos pensar - o que vira um ciclo muito doido...
Pensar nisso tudo me deixa meio p da vida.
Sou brasileira, filha de libaneses, morei numa cidade gigante que é São Paulo, estudei em uma ótima universidade, meus pais me ensinaram valores morais, tenho amigos maravilhosos e uma família incrível.
Sendo tão abençoada com isso tudo, por que é que permito que me tratem aqui com desdém?
Será que por morar fora pensei que tudo que atravessa o meu caminho vem para me ensinar algo novo?
Ou que o que não me mata vai me fortalecer?
Será que as pessoas que moram fora desenvolvem um certo tipo de orgulho e até uma proteção para que aguentemos mais do que os outros?

Em algum lugar no passado permiti que me tratassem como tal e permiti tb que agissem desta forma...
Cansei de ser boazinha. Chega da vida de escrava Isaura. Sempre quis ser algúem na vida, mas isso nunca quis dizer que teria que passar por cima dos meus direitos para poder alcançar meus objetivos.

O mundo é tão grande e eu me sinto sufocada num lugar onde vigiam meus passos.




Friday, June 11, 2010

O que te faz feliz?

Se lambuzar com sorvete de chocolate?
Tomar banho de chuva?
Comprar sapatos Manolo em liqudação?
Abraçar seus pais logo cedo e dizer bom diaaaa?!
Ver seus irmãos crescendo?
Andar de mãos dadas com o namorado?
Ajudar um amigo que precisa?
Passar o tempo com amigos maravilhosos?
Fazer caridade?
Ler um livro que te traz paz de espírito?
Ir pra balada e dançar até se acabar?
Contar as estrelas?
Se matricular naquele curso de fotografia que vc sempre amou mas por falta de tempo adiou?
Andar de pés descalços na grama fresca?
Viajar e conhecer o desconhecido?
Ser livre...

Acho que vivemos em um mundo tão superficial e cheio de pressa que na maior parte do tempo esquecemos de fazer o que mais nos deixa feliz.
Esta vida é muito curta para fazermos o que não gostamos.

Vamos nos permitir! Felicidade já!

Sunday, May 23, 2010

O escorpião

Para refletir ...
Um mestre do Oriente viu quando um escorpião estava se afogando e decidiu tirá-lo da água, mas quando o fez, o escorpião o picou. Pela reação de dor, o mestre o soltou e o animal caiu de novo na água e estava se afogando. O mestre tentou tirá-lo novamente e outra vez o animal o picou. Alguém
que estava observando, se aproximou do mestre e lhe disse:
-Desculpe-me mas você é teimoso! Não entende que todas às vezes que tentar tirá-lo da água ele irá picá-lo?
O mestre respondeu:
-A natureza do escorpião é picar, e isto não vai mudar a minha, que é ajudar.
Então, com a ajuda de uma folha, o mestre tirou o escorpião da água e salvou sua vida, e continuou:
-Não mude sua natureza se alguém lhe faz algum mal; apenas tome precauções. Alguns perseguem a felicidade, outros a criam. Quando a vida lhe apresentar mil razões para chorar, mostre- lhe que tem mil e uma razões para sorrir. Preocupe-se mais com sua consciência do que com sua reputação.
Porque sua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os outros pensam de você.
E o que os outros pensam… é problema deles.

Thursday, May 13, 2010

E a crise deixou Dubai no pó!

O anúncio acima chamado "Dubai Metro: I haven't left" ganhou prêmios por sua criatividade.
Com a crise que pegou Dubai de jeito, pessoas desesperadas voltaram para sua terra natal e abandonaram seus carros nos aeroportos e estacionamentos da cidade - Assim não tiveram que liquidar suas dívidas, simplesmente viajaram e não voltaram mais.
A Satchi & Satchi, com o intuito de promover o metrô inaugurado há pouco tempo, criou uma campanha com o menor budget possível ( à base de poeira e dedo) fazendo uma brincadeira com a crise. "Não abandonei meu carro, simplesmente amo o metrô."

Campanha simples, direta e que ainda ganhou prêmios: adorei!!

Monday, April 19, 2010

Algumas horas de solidão

Tive um pequeno desentendimento com o namo na Sexta-feira e resolvi sair de casa pra espairecer...
Eu não levo vida de madame mas acho que sair pra fazer compras é um ótimo remédio para aliviar a tensão.
Fui ao Merdiff City Center, um shopping novo que abriu aqui perto de casa.
Andei bastante, comprei presente pros meus irmãos e o livro "Cem anos de solidão"de Gabriel Garcia Marquez pra mim. Fui também ao Sugar Daddy pra experimentar o tal do famoso cupcake que eles têm.
Acho muito triste que as pessoas pensem que têm que estar acompanhadas o tempo todo. Muita gente sente pena em ver alguém andando sozinho no shopping...Eu sei que estava muito sensível, as lágrimas pulavam dos meus olhos, a TPM estava violenta, mas juro que vi gente me encarando, com certeza se perguntando o motivo para menina aqui estar passeando desacompanhada. Quando fui comprar o cupcake, a atendente me deu dois garfos, eu disse que precisava de um só, e ela fez uma cara de sem graça, do tipo"nossa, que gafe"! Depois quando me sentei à mesa, uma garçonete veio limpar a cadeira e me perguntou inconformada: "Vc não está esperando ninguém?"
Agora eu pergunto: Não nascemos sozinhos? Pois podemos viver sozinhos também. Concordo que não ter alguém é solitário, mas acho que todos nós precisamos colocar a cabeça no lugar, espairecer, pensar na vida...Voltei pra casa muito mais forte, sentindo falta da companhia dele mas sabendo que posso me virar muito bem sem ela.

Minha mãe sempre me diz que quem lê nunca está sozinho :)
Fica a dica...ler enriquece a alma, comprar coisas que vc não precisa só te afunda em dívidas e comer cupcakes engorda!
.
.
.

Wednesday, April 7, 2010

Aprendemos com a Disney!

Meninas, essa é pra vcs!

Recebi a mensagem abaixo de uma amiga querida.

- Por que a Branca de Neve ganhou uma maçã envenenada?
Para mostrar que nem todas as pessoas são tão gentis como parecem ser.

- Por que a Cinderela teve que fugir do baile à meia-noite?
Para nos lembrar que para tudo há limites, até mesmo sonhos.

- Por que a Ariel decidiu trocas a barbatana por pés?
Para mostrar que qualquer um está pronto para desistir de tudo; somente para ser feliz.

- Por que a Bela se apaixonou pela Fera?
Para nos mostrar que beleza não é tudo, afinal temos que olhar para a personalidade primeiro.

Achei o máximo!
Só culpo a Disney por nos fazer acreditar no Príncipe Encantado e nos finais felizes por toda a nossa infância! Eu e muitas outras meninas, aposto, construímos a imagem do homem ideal baseada em estorinhas de contos de fada que com certeza ficaram no nosso inconsciente desde que éramos praticamente bebês!
Quem nunca sonhou com o homem lindo, atencioso, valente, que mora em um lindo castelo e monta um lindo cavalo branco?

Estou livreeee do trauma, não há muito tempo, mas estou! :p
.
.
.

Monday, April 5, 2010

E não é que beijo dá cadeia?

Vazou na imprensa a história do casal britânico que foi preso por ter se beijado em Dubai.
Dá pra crer que uma local resolveu denunciá-los quando a filha se sentiu incomodada pelo afeto em público e reclamou com a mãe?
Além da cadeia por 1 mês, o casal pagará multa de AED 1,000 e passagem somente de ida para a sua terra natal, em outras palavras, serão DEPORTADOS!
Isso me lembra também outro caso que aconteceu no fim do ano passado, quando um casal também britânico foi preso. O casal que veio à cidade para comemorar o noivado se hospedou em um hotel 5 estrelas. Durante o jantar romântico em um dos restaurantes, a moça que estava meio alegrinha foi ao banheiro e acabou sendo estuprada por um dos garçons.
No outro dia de manhã foram à delegacia para denunciar o fato e acabaram presos.
Sim, vc leu bem.
Foram presos por consumirem alcool e por estarem dividindo um quarto sem serem casados! Ouvi dizer que a polícia estava pensando em soltá-los se o casal resolvesse se casar. A moça estava triste e alegou que sempre sonhou com uma grande cerimônia, e não com um casamento repentino para se livrar da cadeia às pressas.
Abriram o caso contra o possível estuprador, mas ninguém mais sabe o que aconteceu...
Viver aqui por 4 anos me dá um pouco de experiência para poder comentar.
Uma vez estava no Festival City, um shopping aqui de Dubai, andando de mãos dadas com meu namorado. Eu reclamei de dor e então ele me deu um beijo no rosto.
Do nada, escutamos: Excuuuuuse me!
Paramos asustados e olhamos ao nosso redor: Um homem de roupas brancas segurando a mão de uma menina de uns 10 anos (possivelmente locais) vem em nossa direção aos berros.
"Ela é sua filha?? Ela é sua filha??"
Ficamos sem graça e então meu namorado respondeu: "É claro que ela não é minha filha"
"Ela é sua esposa?" Ficamos quietos, pessoas começaram a parar pra observar...
"Vc sabia que podem parar na cadeia por causa disso? Isso é falta de respeito! Nunca mais façam isso em público pq da próxima vez eu chamo a polícia e vcs vão parar na cadeia!"
Tentamos nos explicar em vão. O cara deu as costas, não quis saber se o beijo foi na bochecha, boca ou pé.
Eu tremi por um tempão. O sentimento de injustiça mais uma vez tomou conta de mim.
Infelizmente ficar quieta foi a pedida da vez...Falar o quê, reclamar para quem?

Sunday, April 4, 2010

Mulher com direitos quase que renegados

Era véspera de reveillon e eu estava doida pra viajar, mudar de ares, começar o ano num país diferente, de um jeito diferente para quem sabe fazer deste; um ano diferente.
Implorei por 1 dia de folga que meu chefe fez questão de negar, me fazendo acreditar até o fim que dia 31 seria a working day.
No dia 29, quando grande maioria das pessoas daqui já tinha reservado passagens aéreas e feito planos para a virada do ano, ele nos manda um email dizendo que teríamos folga no dia 31.
Eu fiquei louca, quis explodir, dentro de mim o xinguei em todas as línguas possíveis e imagináveis, chorei, fui lá tirar satisfação e voltei correndo pra casa com esperanças de achar algum ticket ainda a venda.
Não podia ir à Austrália, Brasil ou Europa...Tinha que ir pra algum lugar aqui perto, já que teria somente 1 dia de folga + o fim de semana.
Meu namorado é do Líbano e pensamos então que seria bom para mim enfim conhecer seus pais.
Somente uma companhia aérea tinha ainda tickets para Beirut: Air Arabia
Não pensei 2 vezes, sem nem consultá-lo apertei enter e comprei as passagens.
No dia 31 de manhã fomos ao aeroporto de Sharjah - um emirado vizinho de Dubai bem conservador - onde a Air Arabia tem sua base.
Já no check-in a filipina ao ver meu passaporte brasileiro me perguntou com desconfiança onde estava o meu visto para o Líbano. Eu expliquei com paciência que por ser brasileira não preciso de visto para o Líbano, que posso tirá-lo no aeroporto. Ela me pediu um minuto e foi verificar. A minha paciência que não é grande já estava prestes a me deixar na mão quando ela voltou e me disse que podia ir para o portão de embarque.
Seguimos então, meu namorado e eu, sem segurar as mãos ou qualquer outro sinal de afeto, já que isso é extremamente proibido para não-casados. E também porque seria inadmissível e inaceitável que uma menina solteira ( de 26 anos) estivesse viajando na companhia do namorado.
No portão, quando todos estavam organizados em fila, me chamam de canto e me dizem que não poderei embarcar.
Eu já não escuto, não tenho paciência, e me seguro para não partir para a ignorância, pq dentro de mim eu sabia qual era a razão.
Meu namorado então começa a interferir. Aqui estão as pérolas vindas dos nossos amigos:
- Para poder entrar no Líbano ela precisa de uma reserva de hotel em seu nome
- 2 mil dólares em dinheiro
- 100 dólares de taxa a ser paga neste aeroporto
e finalmente o pior - uma carta de não objeção escrita pelo pai dela - em que ele a autoriza a viajar sozinha
Eu não podia acreditar no que estava ouvindo. Uma mulher de 26 anos, independente financeiramente e super esclarecida precisa de uma autorização do pai para poder viajar?
O homem me perguntou: Vcs 2 são casados? Eu disse que ele era meu colega. Ele me respondeu: Vcs estão indo juntos, ne? Isso é proibido! Então o respondi: Meu filho, somos colegas, estou indo para o país dele, ele está no mesmo aeroporto que eu, vc quer que eu finja que não o conheço?
Vc ficaria mais feliz se fizesse isso?
"Madame, fique calma, não se estresse. Vc só pode embarcar naquele avião se tiver autorização por escrito do seu pai ou marido".
Que coisa é essa? Cadê meu direito de existir, de ir e vir? Onde estão os meus direitos de mulher? E então vi na pele que justamente por ser mulher não tinha direito algum naquela cidade. Se não tiver meu pai do meu lado ou um marido que me acompanhe eu simplesmente não existo.
Comecei a chorar...Liguei pro meu pai, pedi para que ele conversasse com os caras em árabe, nada adiantava. Ser filha de libaneses e querer visitar meus avós não era motivo o suficiente para aqueles homens.
Minha sorte foi que meu "sogro"é amigo de alguém importante do aeroporto de Beirut, e me autorizou a viajar. Cheguei ao meu destino muito triste, me perguntando de onde foi que esses idiotas aprenderam que têm mais direitos do que nós? Eu sou livre, não devo nada a ninguém, pago minhas contas...pq se acham melhores do que nós?
No aeroporto do Líbano soldados estavam a minha espera caso algum imprevisto acontecesse.

Tudo deu certo apesar da confusão. Aproveitei o ano novo, conheci a família dele, adorei o pouco que vi do Líbano...Mas de uma coisa eu sei: Nunca mais deixo alguém se aproveitar do fato de eu ser mulher. Boicoto a Air Arabia e boicoto esse aeroporto de Sharjah, mas ninguém interferirá no meu direito de ir e vir.

Wednesday, March 31, 2010

Alma verde, preta e vermelha


Acho incrível o jeito que o governo daqui se preocupa com os seus cidadãos.

Os locais representam um pequeno número dentro dos estimados 6 milhões de habitantes mas são tão bem cuidados que com certeza não se sentem minoria.

Contam com ajuda financeira para o casamento, recebem um terreno para que possam construir sua casa ao formarem sua família, tem ajuda de custo para cada filho que nasce...e com certeza tem garantidos muitos outros benefícios que nem faço idéia.

Os estrangeiros podem não concordar com muitos dos privilégios que os locais recebem mas se esta terra é deles, nada mais justo do que valorizar o que vem dela!

Olha pro Brasil...adoramos valorizar o estrangeiro, e não a nós mesmos.

Pagamos impostos, dirigimos em estradas cheias de buracos, vivemos em cidades violentas, não contamos com nenhum suporte do governo e nem da polícia...bla bla bla...

Odeio gente que fala mal do Brasil. Quem quiser pode conferir que falo bem do Brasil o tempo inteiro e tendo a meter o pau em Dubai.

Mas hj dirigindo, vi esse ônibus com a seguinte mensagem:

"Nossa alma para os nossos Emirados Árabes"
O que aconteceria com o veículo no Brasil se ele carregasse a mensagem "Nossa alma para o nosso Brasil"?

Certamente seria pichado, queimado, depredado... Culpa do descaso que o brasileiro sofre.

Então eu pergunto: Vc acha que o emirati reagiria da mesma maneira se vivesse sob as mesmas condições que brasileiros de classes menos assistidas?

E/OU

A grande maioria dos brasileiros só sabe ser patriota em copa do mundo e respeitaria o ônibus somente durante a copa?


Eu respondo sim para as 2 perguntas.



Tuesday, March 30, 2010

Somos percebidos assim mesmo?

Um ano atrás publicitários israelenses foram contratados por uma agência de turismo britânica para criar uma campanha engraçada - o resultado foi de péssimo gosto e anda gerando polêmica na internet.

Assisti o tal do vídeo no Fantástico do dia 28/03. Não vou explicar o conteúdo, vale a pena assistir. Vc pode ignorar o primeiro vídeo que é sobre uma nave de ET. O tal do comercial vem logo em seguida.

Acredito ser uma baita ofensa para o nosso país e principalmente para nós mulheres brasileiras.

Cuidado mulher do mundo afora! Não deixe seu marido vir ao Brasil sozinho! Ele pode vir a ter um caso com uma de nossas sensuais mulheres de mini saia e dar um irmãozinho bastardo de "cabelo ruim"(assista ao vídeo) à sua linda filha!

Mas o melhor eh o "closing": Nao é problema nosso o que nossos clientes fazem durante suas viagens.
Brasil! Carnaval! Samba! Bla bla bla...

O resultado está no link abaixo.

http://www.youtube.com/watch?v=O8IAamzOImA

Wednesday, March 24, 2010

NESCAFÉ - Uma das razões de ser workaholic



Essa canequinha aqui é um dos amores da minha vida! Sabe aquele amor que vc cultiva desde a época da faculdade? Que hj acaba te tirando o sono, mas que te traz também alegrias?


Que faz vc parar o carro no meio da avenida só para conferir e admirar a nova campanha de outdoor?


Ou que interrompe qualquer conversa com o namorado pq o comercial tá passando na TV?


NESCAFÉ é meu mimo desde que comecei na agência em 2007.


Acho graça quando penso no email que meu chefe escreveu para me apresentar ao time:


A Shadya vai estar assumindo a conta do NESCAFÉ e interessantemente veio da terra do café, BRASILLLLL :)

E o mais interessante ainda é que um dos chefões da marca morou no Brasil por 4 anos, mais precisamente em São Paulo, mais precisamente no meu bairro, e mais precisamente comprava pão aos Domingos na padaria em frente de casa! Não é o máximo??

Isso é Dubai!
.
.
.

Tuesday, March 23, 2010

Dubaiana e sua curiosidade pela China

Você sabia que mais de 4 mil bebês chineses receberam o nome de "Olympic Games" enquanto o país se preparava para as Olímpiadas de Pequim em 2008????

Niceeeee!

Vou chamar meu filho de "Copa do mundo" em 2014 :p
.
.

Monday, March 22, 2010

Gossip Girl

Ai menina, tenho um babado muito forte para contar!

A filipina que contou para a indiana que contou para a irlandesa que contou para minha irmã que me disse que uma certa "lady"da "high society" de Dubai ao perder seu emprego, foi paparicada pelo chefe com uma bolsa da Fendi, já que seu marido é bem conectado na região.
O que quase ninguém sabe é que o chefe mandou a filipina comprar a bolsa com desconto já que um compadre dela trabalha com a marca.
A tal da lady ficou em êxtase ao ver o presente e comentou com a filipina que A-D-O-R-O-U a bolsa e agradeceu por ser o modelo que ela tanto queria! Porém mais tarde, o filipino que trabalha na Fendi falou para sua comadre que a madame foi à loja e exigiu reembolso. O caixa que não estava ciente que a bolsa foi comprada com desconto, devolveu-lhe a quantia total do ítem.
Ao se dar conta do erro, o funcionário tentou entrar em contato com a madame para que ela voltasse a loja e lhes devolvessse parte da quantia reembolsada, "but guess what"?

Ela não está atendendo às ligações!

Morais da história:
  • Até "high society" tem seus dias de pobre
  • Nunca conte nenhum segredo a um filipino
e por último mas não menos importante:
  • "Nóis é pobre mas é limpinho"
    .
    .

Sunday, March 21, 2010

Tão sensual

Estava eu em uma loja de lingerie, tentando ser prática e básica, a procura de itens nada sofisticados.
Terminei depois de 5 minutos e me dirigi ao caixa.
Na minha frente, estava um rapaz, alto, moreno, com traços tipicamente árabes. Ele tinha uma pilha de peças em suas mãos.
"Ai que fofo, a namorada dele tem muita sorte"- pensei eu.
Hello Kitty era o tema daquela coleção, e enquanto a vendedora passava os itens, ele passeava pela loja, pegando tudo o que via pela frente.
Como "patience is a virtue I lack of" a minha vontade era de falar poucas e boas. Já estava achando que ele estava querendo fazer pirraça! Eu estava na fila esperando pela minha vez e o cara queria trazer a loja toda e passar na minha frente !
Quando finalmente terminou e tirou a carteira do jeans para pagar a conta, deixou cair algo no chão...quando abaixou para pegar, foi com tudo, sem dó nem piedade, me presenteando com a visão dos infernos: seu fio dental.
Acho que fiquei tonta por 2 minutos :s
Que namorada que nada! A coleção da Hello Kitty era toda pra ele!
Não tenho nada contra, sério mesmo! Mas um homem árabe, bonito (?), ficar andando e mostrando seu fio dental para garotas desconhecidas é de matar!
Ainda mais para ir pro shopping, bater perna, ocasião nada especial...tsc tsc...aposto que estava ultra hiper mega incomodado! :p

Saturday, March 20, 2010

O agora

Ter escolhido ficar aqui quando o meu pai foi embora foi uma tarefa difícil.
Sei que tenho os meus 26 anos e que deveria estar achando o máximo a experiência de viver sozinha, mas a verdade é que em alguns momentos a saudade aperta e tudo fica meio dífícil...
Vejo a minha família 1 vez ao ano. Isso pq o meu trabalho de escrava na agência não me permite tirar dias de folga (nem mesmo quando tenho um ticket acumulado e 13.5 dias pendentes só do ano passado). "- Se vc for, quem vai fazer o seu trabalho? Vai por 1 semana então!"
"-Meu filho, o Brasil não é daqui do lado para vc me dar férias de uma semana 1 vez ano ano!" Ou vc está achando que a distância daqui pro Brasil é a mesma daqui pro Líbano? Vc pode ver a sua família em um final de semana, but I CAN'T!"
Penso desde já como serão minhas férias de Julho. Será que minha mãe vai começar a chorar e contar os dias para a minha volta desde a minha chegada?
Ou será que meu irmãozinho vai falar para mim outra vez que se for para não ficar de vez, é melhor que eu nem vá...
Estou muito certa de que at least 90% das famílias são como a minha. Toda mãe deve reclamar da ausência da filha, eu sei...mas sabe aquele dia que vc acorda meio triste, com saudade de pão de queijo no café da manhã, e de um abraço apertado de pai e mãe? Ai como sou mimada, Deus!
Tenho muita sorte de ter a família que tenho. E de ter minha irmã aqui comigo :)
E de poder vê-los pelo menos uma vez ao ano. Acho que já mencionei as condições de trabalho dos indianos por aqui :/
É Só que o doce de leite, pão de queijo e guaraná me fazem uma falta!!!